Hepatite C

A hepatite C geralmente apresenta transmissão sanguínea (por transfusão ou compartilhando material contaminado). Também é assintomática na maior parte dos casos. Todavia apresenta altas taxas de cronificação ( superiores a 80 %). O diagnóstico é feito com exames sanguíneos e na maior parte das vezes também é necessária a realização de um exame com biópsia do fígado. O tratamento , quando indicado, consiste da combinação de 2 a 3 drogas, com duração de 6 a 12 meses. Tivemos um grande avanço nos últimos anos e o possivelmente teremos uma nova era no tratamento da hepatite C nos próximos anos com o surgimento de drogas com menor potencial de toxicidade para o pacientes e com taxas com elevadas de cura.